Notícias

Banquetas de cozinha são boas opções para apartamentos pequenos

Autor: - 03/08/2016

A cozinha americana é uma ótima opção para quem mora em um apartamento pequeno. Além de economizar espaço, integra o ambiente com a sala. Geralmente, a mesa é instalada em uma posição mais alta, inviabilizando o uso de cadeiras. Mas as banquetas estão no mercado como uma solução para acomodar as pessoas na hora da refeição.

De acordo com o arquiteto Raul Pêgas, essas banquetas devem ser pensadas logo no início da elaboração da decoração. “O número de pessoas bem acomodadas deve ficar claro para os donos da casa”, orienta.

Para saber quantas banquetas, o primeiro fator é o espaço disponível: deve-se calcular que cada peça ocupa, no mínimo, 60 centímetros. Além disso, leva-se em conta o modo de vida dos moradores, considerando, por exemplo, se costumam receber visitas. “Eventos em casa com grande número de pessoas pedem uma bancada mais ampla e com mais lugares para sentar”, ilustra Pêgas.

O tamanho e a configuração do espaço também vão determinar se as banquetas vão ficar na área correspondente à cozinha ou ao estar. Se elas estiverem no local das refeições, deve-se privilegiar a funcionalidade dos móveis. “Do lado da sala agrega-se o efeito estético”, continua o arquiteto.

O material de que são feitos os pés e os assentos também é diferente em cada espaço. “Procuro usar aço ou outro metal na cozinha, já que neste ambiente estes materiais são uma constante. Na sala, o tecido do assento faz jogo com os demais tecidos de sofás, cadeiras ou até com papéis que estejam revestindo paredes ou painéis”, sugere.

O revestimento da parte estofada também deve levar em conta a função do ambiente. Cozinhas, churrasqueiras, bares e piscinas costumam ser locais onde há líquidos e gorduras difíceis de remover quando em contato com o tecido, por isso deve-se dar preferências a materiais fáceis de limpar ou lavar.

E além de pensar no lado funcional, na escolha do material dos assentos é preciso levar em conta o estilo dos espaços em que as banquetas vão estar. “Usamos muito o couro em ambientes clássicos ou conservadores. O acrílico e o metal caem bem em ambientes clean, enquanto que em locais mais rústicos o couro, o corino e tecidos resistentes são opções interessante”, indica Pêgas.

Quanto ao modelo, o arquiteto explica que em espaços menores deve-se privilegiar banquetas só com assento. “Ambientes mais amplos e sofisticados sugerem também o encosto, que é mais confortável”, pontua. E em ambos os casos, é preciso um lugar para apoiar os pés, que pode ser acoplado à bancada ou fazer parte do modelo do banco. ” O apoio para os pés trazem maior conforto”, finaliza o arquiteto.


Voltar

San Marino Negócios Imobiliários COPYRIGHT 2019 SISTEMA IMOBILIÁRIO BY KUROLE

  • 53 usuários on-line